terça-feira, 9 de abril de 2013

Mais saudável, mais magra - Parte 10

Depois de algum tempo fazendo pequenas mudanças tanto na alimentação quanto na minha rotina - e não tendo emagrecido nem uma grama (só estabilizado o peso) -, percebi que melhorar a saúde até não é tão difícil, mas realmente perder peso não é tão simples assim. Emagrecer sem uma dieta de restrição de calorias (apenas com mudanças no tipo de alimento consumidos e exercícios) é muito lento, e não ver resultados na balança desanima.
Achar que vai se acalçar um objetivo sem abrir mão de nada, sem nenhum tipo de sofrimento é ingenuidade - é preciso fazer concessões pra se atingir o que se deseja. meu próximo passo no "projeto" reflete essa "tomada de consciência":



DIMINUIR PELA METADE A QUANTIDADE DE CALORIAS INGERIDAS NOS LANCHES

Nas refeições "principais" (almoço e janta) eu já estava comendo bem pouquinho. A maior parte das minhas calorias diárias está nos lanches - e reduzir essas calorias não é tão simples quanto parece.
Considerando que se "deve" comer no mínimo de 3 em 3 horas (e eu sempre fiz isso), e que uma fruta média, uma barrinha de cereal ou um pacotinho de biscoitos integrais geralmente tem entre 100 e 200 calorias, dois lanches pela manhã e dois pela tarde podem chegar quase a 800 calorias... E isso, pra uma pessoa pequena que nem eu, é mais da metade da necessidade calórica diária.
Esse negócio de ingestão calórica varia bastante conforme o peso da pessoa, idade, altura, tipo de atividade física que pratica, massa muscular, entre outros - e calculando quantas calorias eu estava consumindo e mantendo meu peso, cheguei a conclusão que a minha ingestão diária para manter o peso gira em torno de 1200 calorias. Claro que o ideal seria ter esse número calculado por um profissional qualificado, mas se vc que nem eu não tem condições no momento de investir nesse tipo de serviço, esse calculo simplificado e aproximado já ajuda um pouco.
Levando isso em consideração, decidi optar por uma dieta diária entre 800 e 900 (no máááááximo 1000) calorias diárias nos dias úteis (final de semana eu continuarei comendo "normalmente"). O que isso significa pra mim em termos de lanches? Uma fruta pela manhã e duas a tarde - o que pelo menos pra mim não é o suficiente para matar a fome completamente, pelo menos nos primeiros dias.
Será que dessa vez meu organismo responde uma maneira um pouco mais positiva?
- Lembrando que todas as mudanças já feitas na minha dieta e rotina continuam em voga -

Para ler mais sobre o "projeto":

Parte 1: ACORDAR MEIA HORA MAIS CEDO TODOS OS DIAS E TOMAR MEU CAFÉ COM LEITE EM CASA
Parte 2: RESTRINGIR O REFRIGERANTE AOS FINAIS DE SEMANA
Parte 3: COZINHAR MINHAS PRÓPRIAS REFEIÇÕES
Parte 4: INCLUIR EXERCÍCIOS LEVES NA ROTINA
Parte 5: CARREGAR SEMPRE UMA GARRAFA DE ÁGUA
Parte 6: AUMENTAR OS EXERCÍCIOS DIÁRIOS DE 20 PARA 40 MINUTOS
Parte 7: ALONGAR 20 MINUTOS POR DIA
Parte 8: COMER DOIS QUADRADINHOS DE CHOCOLATE AMARGO APÓS O ALMOÇO
Parte 9: ENRIQUECER OS VEGETAIS COZIDOS COM AZEITE DE OLIVA

2 comentários:

Vanessa disse...

Ai ai, e não é que desanima mesmo?! Eu faço spining a 4 meses e até agora nada de'boas notícias'!!! Rsrsrs

Beijo
Vanessa - Blog do Balaio
http://balaiodelivros.blogspot.com/

Tatty disse...

Tenho incluído várias dessas mudanças em meu dia-a-dia!
Bjs, Tatty


http://www.suspirofashion.com.br
Instagram:@suspirofashion